Home > 04. Spotlight > 10 vezes em que Janet Jackson esteve lá para a comunidade LGBT

10 vezes em que Janet Jackson esteve lá para a comunidade LGBT

10 vezes em que Janet Jackson esteve lá para a comunidade LGBT
via Washington Blade

Não é sempre que você tem a oportunidade de ver um verdadeiro ícone e lenda da música se apresentar ao vivo, por isso não perca a aclamada turnê de Janet Jackson “State Of The World Tour”, que para em Washington D.C. (16 de novembro) e Baltimore (18 de novembro). Em celebração da chegada da Janet, nós compilamos uma lista de 10 maneiras que ela demonstrou seu amor e apoio para a comunidade LGBT. Em nenhuma ordem particular, eles são:

1. O projeto “The Velvet Rope”.

Em 1997, Jackson lançou seu sexto álbum de estúdio aclamado pela crítica “The Velvet Rope”, uma coleção introspectiva e profundamente pessoal de canções que tocaram em sua depressão, mas que também abordou questões LGBT. Na faixa “Free Xone”, ela falou vigorosamente contra o preconceito anti-LGBT. Ela também fez um cover de Rod Stewart em “Tonight’s The Night”, sem mudar os pronomes na canção de amor, levando a especulação sobre sua orientação sexual. Mas foi o seu hit #1 internacional “Together Again” que continua a ressoar com os fãs LGBT. Uma canção de dança alegre e otimista, foi concebida como uma homenagem aos amigos de Jackson que morreram de AIDS.

10 times Janet Jackson was there for LGBT community

2. Prêmio GLAAD.

Em 2008, Ellen DeGeneres entregou a Jackson o prêmio Vanguard no 19º prêmio anual GLAAD Media. O Presidente da GLAAD disse: “temos o prazer de homenagear Janet Jackson no 19º prêmio anual GLAAD Media Awards em Los Angeles como uma aliada visível, acolhedora e inclusiva da comunidade de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais. A Srta. Jackson tem um tremendo seguimento dentro da comunidade LGBT e fora, e tê-la de pé conosco contra a difamação que o povo LGBT ainda enfrenta em nosso país é extremamente significativo.

3. A entrevista à Ebony sobre sua sexualidade

Em 2001, Jackson deu uma entrevista à revista Ebony em que foi perguntada sobre sua orientação sexual. “Eu não me importo se as pessoas pensarem que eu sou gay ou me chamando de gay“, disse ela. “As pessoas vão acreditar no que quiserem. Sim, eu vou para clubes gays… Eu vou onde a música é boa. Eu amo as pessoas, independentemente da preferência sexual, independentemente da raça. Não, não sou bissexual. Eu tenho sido ligada aos dançarinos em nosso grupo, porque somos muito próximos. Cresci numa grande família. Adoro ser carinhosa. Eu amo a intimidade e eu não tenho medo de demonstrá-la.”

4. Apoio no vídeo ‘It Gets Better’, do The Trevor Project. 

Em 2010, Jackson gravou um vídeo para o Trevor Project e mais tarde apareceu no “Larry King Live” da CNN para promover a conscientização do suicídio juvenil. “Se você é LGBT você provavelmente está pensando que você está sozinho, mas você não está“, diz ela no vídeo. “Eu posso me identifiar porque eu era uma daquelas crianças que internalizavam tudo.”

10 times Janet Jackson was there for LGBT community

5. “State of the World Tour.”

O apoio LGBT de Jackson continua em 2017. A seqüência de abertura da turnê atual destaca uma série de problemas que assolam o mundo, da fome e da guerra à brutalidade policial e inclui um apelo à justiça e aos direitos LGBT.

6. “The Kids.”

Jackson sempre empregou uma equipe diversificada de dançarinos profissionais para seus vídeos e turnês. Alguns de seus amigos mais próximos e colaboradores ao longo dos anos têm sido proeminentes coreógrafos, cantores, dançarinos, maquiadores e designers gays e lésbicas. Ela carinhosamente se refere a seus dançarinos como “The Kids”, “as crianças”.

7. Apresentação na parada gay de Nova Iorque.

Em 2004, Jackson se apresentou para uma platéia lotada no Pride Dance NYC no Pier 54.

8. Aparição no “Will & Grace”. 

Em 2004, Jackson fez uma aparição memorável no “Will & Grace“, sendo a juíza de uma competição de dança entre Jack e outro dançarino.

9. Prêmios da HRC, AIDS Project Los Angeles.

Em 2005, Janet foi honrada tanto pela Human Rights Campaign e pelo AIDS Project Los Angeles por seu trabalho em arrecadar dinheiro para organizações relacionadas à AIDS.

10. A entrevista da Janet à Blade.

Em 2006, Jackson concedeu uma entrevista exclusiva à Washington Blade. Foi uma das raras vezes que ela tocou na polêmica do Super Bowl e a absolvição de seu irmão Michael das acusações de abuso infantil, dizendo ao editor da Blade, Kevin Naff, “Eu pus tudo isso para fora do meu sistema, que não é o que eu estou sentindo agora. Eu escrevi sobre [essas polêmicas], mas eu escolhi não lançar, no álbum”. Na entrevista, Jackson também reiterou seu apoio ao casamento gay, disse que nunca teve uma relação sexual com uma mulher e revelou que ela nunca conheceu Madonna.

You may also like
Os planos de Janet Jackson para o seu primeiro Natal como mãe
Os planos de Janet Jackson para o seu primeiro Natal como mãe
A reunião dos dançarinos e festa da Janet Jackson
A reunião de dançarinos e festa da Janet Jackson em Los Angeles

Leave a Reply