Home > 01. Music News > 10 vezes em que Michael Jackson se inspirou na Janet

10 vezes em que Michael Jackson se inspirou na Janet

10 vezes em que Michael Jackson se inspirou na Janet

Muitas pessoas ainda insistem naquele papo de que a Janet Jackson viveu nas sombras do irmão e se aproveitou dele para construir sua carreira. Mas se referir a Janet como a “irmã do Michael” de maneira pejorativa não é apenas errado, mas uma grande injustiça, quase um absurdo! Janet foi a única outra Jackson a construir e manter uma carreira sólida por mérito próprio. Ela não aceitou e nem precisou da ajuda de ninguém para seguir seu próprio caminho, muito menos se apoiou em Michael. Confira abaixo nossa lista que ilustra o fato de Janet nunca ter seguido os passos de Michael e, como em alguns momentos, até serviu de inspiração para o Rei do Pop.

1 – Nasty & Bad

‘Bad’, o primeiro single do álbum de mesmo nome, lançado por Michael em 1987, teve um clipe mais agressivo e trazia o Rei do Pop dançando com uma gangue num ambiente mais urbano. As semelhanças com o vídeo de ‘Nasty’, lançado por Janet no ano anterior são tão significativas que alguns gifs são o bastante para convencer qualquer um. Depois do lançamento da álbum ‘Control’ em 1986, Janet trouxe à tona diversos elementos da cultura negra ignorados pela mídia até então, até que ‘Bad’ tomou o mesmo rumo. Cheio de atitude, batidas fortes e letras afiadas.

 

2 –  Contratos multi-milionários

A própria Janet afirmou algumas vezes que ela e Michael tiveram suas competições durante os anos. Em 1991, ela fechou um contrato de 40 milhões de dólares com a Virgin Records. Um recorde inédito na indústria musical até então, mas Michael não ficou atrás e acabou com a graça da irmã bem rápido. Apenas nove dias depois, ele fechou um contrato de 60 milhões de dólares com a Sony Records, quebrando o recorde de Janet e elevando ainda mais os padrões da indústria.

No entanto, em 1996, Janet atingiu um novo patamar e quebrou esse recorde mais uma vez, ao renovar seu contrato com a Virgin por impressionantes 80 milhões de dólares.

 

3 – Rappers

Janet, Michael e Notorious Big (que colaborou com MJ no álbum HIStory) no MTV VMAs de 1995.

Janet, Michael e Notorious Big (que colaborou com MJ no álbum HIStory) no MTV VMAs de 1995.

Junto com Paula Abdul, Janet popularizou uma “mania” que continua forte até os dias atuais: artistas pop formando parcerias com rappers (apesar delas não terem inventado isso, ajudaram muito na sua disseminação). Depois que Janet atingiu o Top 5 com Heavy D. em 1990, Michael o chamou para fazer um rap em ‘Jam’ e, a partir daí, sempre contou com rappers de alto escalão em suas músicas.

 

4 – Interludes

Apesar de nem sempre separa as introduções das músicas, Janet começou a brincar com isso em 1986, ainda no álbum ‘Control’, com transições faladas (What Have You Done For Me Lately). Ela é considerada a artista que popularizou esse tipo de recurso narrativo, a ponto de a maioria dos discos lançados na década de 90 terem algum tipo de introdução. Com Michael não foi diferente. Desde ‘Dangerous’ ele utilizou várias: Macaulay Culkin na abertura de ‘Black Or White’, a garotinha em ‘Heal The World’ e a Princess Stephanie de Monaco – a Garota Misteriosa – em ‘In The Closet’.

 

5 – Love Will Never Do & In The Closet

Em 1990, Janet tinha modelos em preto e branco, dirigidos por Herb Ritts, em um deserto da California.
Em 1992, Michael teve modelos em sepia, dirigidos por Herb Ritts, em um deserto da California.
Caso encerrado.

 

6 – Rhythm Nation & They Don’t Care About Us

Em 2008, Janet utilizou uma projeção na performance de ‘Rhythm Nation’, durante a ‘Rock Witchu Tour’, que trazia um exercito futurista marchando. Michael utilizou um conceito muito parecido para a projeção de ‘They Don’t Care About Us’ um ano depois, para o show ‘This Is It’.

 

7- Jimmy & Terry

mjj_news3

Em meados de 1990, Janet estava no auge de sua carreira e Michael decidiu recrutar os parceiros de longa data da irmã para produzir seu próximo álbum/coletânea, HIStory. Jimmy Jam e Terry Lewis tocaram para Michael algumas faixas que eles tinham em mente para Janet, e ele escolheu ‘Scream’, que virou um dueto entre os irmãos. Janet também supervisionou a direção do clipe, enquanto o irmão apenas aprovava os conceitos e ideias para o que se tornaria o vídeo clipe mais caro de todos os tempos.

Jimmy e Terry acabaram produzindo diversas faixas para aquele álbum, inclusive sua faixa título.

 

8 – Icon vs. 30th Anniversary

mjj_news4

Em março de 2001, a MTV inaugurou a série “Icon”, honrando Janet por sua carreira e realizações até então. Eles convidaram estrelas pop em ascensão e outros grandes nomes da música para prestar um tributo a Janet. Mais tarde, no mesmo ano, Michael comemorou o 30º Aniversário de sua carreira com dois shows no Madison Square Garden, que mais tarde foram exibidos pela CBS. O tributo para Michael trazia várias apresentações de outros artistas cantando suas músicas, nomes como Usher, Destiny’s Child, Mýa e o N’Sync (que fizeram exatamente a mesma coisa no tributo para sua irmã).

 

9 – The Knowledge & Black Or White

Antes de ‘The Knowledge’, Janet nunca havia expressado sua raiva de forma violenta. E então, ela subiu no telhado de um prédio para quebrar janelas e destruir tudo o que via na frente. Em um ambiente frio, quase industrial, Janet protestava sobre os problemas do mundo. Michael afirmou várias vezes que aquela era sua música favorita da Janet e, dois anos depois da irmã, ele também liberou toda sua raiva no ‘Panther Segment’ do vídeo de ‘Black Or White’. As semelhanças são muitas.

 

10 – New Jack Swing

Michael sempre teve uma queda pelo ‘Rhythm Nation 1814’ e sua sonoridade, dizendo várias vezes que aquele era o melhor trabalho de sua irmã. Basicamente, aquele foi o álbum de ‘New Jack Swing’ mais bem sucedido de todos os tempos. Sua sonoridade foi amplamente reproduzida no final da década de 80, misturando Hip-Hop com elementos de R&B e pop. Críticos e estudiosos de música creditam Janet e os produtores Jimmy e Terry, por terem ampliando as fronteiras desse estilo depois do ‘Control’, abrindo caminho para o New Jack Swing, que foi dominado por Teddy Riley em 1987.

mjj_news5

Teddy acabou sendo o produtor por trás de ‘Dangerous’, que teve muitas músicas com batidas fortes, mas com bastante ritmo e diversas faixas de New Jack Swing, algo muito similar ao Rhythm Nation.

P.S. O último grande sucesso do estilo New Jack Swing nos charts foi o single da Janet, Because Of Love, lançada em 1994!  No final dos anos 90, Janet trabalhou com Teddy, quando ele fazia parte do BLACKstreet.

You may also like
A última década da vida e carreira de Janet Jackson
A última década da vida e carreira de Janet Jackson
Janet Jackson Wissam Al Mana Eissa Al Mana Filho
BABY BOOM! Bebê da Janet Jackson quebra a internet
Corrida eleitoral americana faz Janet Jackson voltar ao topo das paradas
Insulto de Trump a Clinton faz Janet Jackson bombar
janet jackson grávida aos 50 anos
JANET na próxima edição da People Magazine

1 Response

Leave a Reply