1. Control
2. Nasty
3. What Have You Done For Me Lately
4. You Can Be Mine
5. The Pleasure Principle
6. When I Think Of You
7. He Doesn’t Know I’m Alive
8. Let’s Wait Awhile
9. Funny How Time Flies (When You’re Having Fun)

04/02/1986 (EUA) | A&M Records

Considerado o ponto de virada da carreira de Janet, o álbum é uma das fundações do R&B contemporâneo. Control foi feito exatamente com o intuito ter tomar o controle, já que ela vinha ressentindo o modo com que sua família moldava sua carreira profissional. Joe Jackson, seu pai, era seu assessor e a palavra final sobre os programas de TV ou álbuns com os quais ela se envolvia vinha dele. 

Uma das decisões mais difíceis de sua vida foi, segundo revela Janet, demitir seu próprio pai. Ela contratou um dos empresários da gravadora A&M para guiar sua carreira musical dali em diante. John McClain, com a tarefa de reestruturar a imagem de Janet, apresentou-a a uma dupla de jovens produtores do estado de Minnesota, no meio-oeste estadunidense: Jimmy Jam e Terry Lewis. Ambos eram famosos pela banda de funk The Time, da qual eram, respectivamente, tecladista e baixista. A banda e os produtores eram intimamente relacionados ao Prince, de quem Janet é fã. O plano era fazer o maior álbum negro de todos os tempos e os rapazes já tinham algumas ideias em mente.

O “som de Minneapolis”, como ficou conhecida a vertente de funk que eles faziam, aliado a contribuições de Jackson – baseadas em sua experiência pessoal, tal como em ‘Nasty’ e ‘Control’ – deram origem a um álbum com som inovador e ousado, que transformou seu estilo e carreira. Lançando Janet ao estrelato, Control vendeu mais de 14 milhões de cópias mundialmente, segundo estimativas de 1997. O maior símbolo desse sucesso é o brinco com a chave de sua casa, que apesar de Janet já usá-lo há anos (dizia que era a chave para a gaiola dos animais em sua mansão), o significado dali em diante passou a ser outro: o de sua independência, de ter saído da casa da sua família e se livrado do domínio de Joe.

C3

Seus singles e vídeos não foram apenas sucessos, mas as letras, a sonoridade, a estrutura da música e a coreografia influenciaram gerações de artistas, indo desde Britney Spears, Mariah Carey e até mesmo seu irmão, Michael.

SINGLES

Control (Album Version) [5:53]
Control (Single Version) [3:27]
Control (Extended Version) [7:33]
Control (Dub Version) [5:55]
Control (A Cappella) [3:55]
Control (Video Mix) [6:00]
Control (Edited Video Mix) [4:38]


What Have You Done For Me Lately (CD Album Version) [4:59]

What Have You Done For Me Lately (LP Album Version) [4:59]
What Have You Done For Me Lately (Single Version) [3:28]
What Have You Done For Me Lately (Extended Mix) [7:00]
What Have You Done For Me Lately (Dub Version) [6:35]
What Have You Done For Me Lately (A Cappella Version) [2:19]

Nasty (Album Version) [3:40]
Nasty (Extended) [6:00]
Nasty (Instrumental) [4:00]
Nasty (A Cappella) [2:55]
Nasty (Edit Of Remix) [3:40]
Nasty (Cool Summer Mix Part I) [7:57]
Nasty (Cool Summer Mix Part II) [10:09]

When I Think Of You (Album Version) [3:56]
When I Think Of You (Mono Version)
When I Think Of You (Dance Remix) [6:25]
When I Think Of You (Instrumental) [4:00]
When I Think Of You (Dub/A Cappella) [3:15]
When I Think Of You (Extra Beats) [2:00]

Funny How Time Flies (When You’re Having Fun) [4:27]
Nasty (Cool Summer Mix Part I) [7:57]
When I Think Of You (Dance Remix) [6:25]


Let’s Wait Awhile (Album Version) [4:37]
Let’s Wait Awhile (Remix) [4:30]


The Pleasure Principle (Album Version) [4:58]
The Pleasure Principle (Long Vocal) [7:23]
The Pleasure Principle (A Cappella) [4:23]
The Pleasure Principle (12″ dub) [6:58]
The Pleasure Principle (7″ vocal) [4:19]
The Pleasure Principle (The Shep Pettibone Mix) [4:19]
The Pleasure Principle (Dub Edit – The Shep Pettibone Mix) [5:10]