Home > 02. Life & Style > Estilista da Janet Jackson conta tudo sobre os looks State Of The World Tour

Estilista da Janet Jackson conta tudo sobre os looks State Of The World Tour

The Virginian-Pilot
por Jamesetta M. Walker

Janet Jackson é uma camaleoa do estilo. A cantora/atriz/mamãe pode perfeitamente transicionar de uma garotinha com cara de anjo para uma sirene do sexo ou uma efervescente rainha da dança. Quem a ajuda a transmitir estas muitas personas é Robért Behar, estilista e figurinista chefe de Jackson por mais de uma década. Seu trabalho é certificar-se de que “todos os detalhes do vestuário funcionam, se movimentam e têm um propósito”, disse ele em uma entrevista por telefone. “Não há nada feito sem querer; Tudo está no lugar certo na hora certa.”

A platéia do Hampton Roads vai ter a chance de ver como a arte, ciência e estado de espírito compõem os figurinos da turnê “State Of The World” hoje à noite no Scope, em Norfolk. Em seu sotaque francês arrastado, Behar discutiu como é trabalhar com um ícone pé no chão, e o que é preciso para fazê-la sentir-se à vontade em uma rotina de dança constante. Aqui estão trechos.

Interview with Robért Behar, Janet Jackson's SOTW Tour stylist

Nos guie da conceituação para a realidade quando se trata de uma turnê, e como isso difere de preparar Janet para aparições no tapete vermelho.
Uma aparição no tapete vermelho é apenas um momento. É uma questão de fazer a Janet ser ‘Janet ‘ para esse momento. Uma turnê é uma coisa totalmente diferente, porque uma turnê é a fabricação de sua inspiração, a fabricação de seu visual, sua visão do tema da turnê. Quando trabalhamos em uma turnê, sempre iniciamos conversas com imagens, referências, coletando alguns meses antes.

Janet sempre faz você se sentir à vontade, se sentir confortável para se expressar. Ela é absolutamente fantástica assim. Ela também é a criadora de todas as coisas. Eu sou capaz de esboçar e desenhar, mas eu a ouço. É uma colaboração fantástica e única.

Interview with Robért Behar, Janet Jackson's SOTW Tour stylist

Como que o figurino quis refletir o estado de espírito da ‘State Of The World’?
Janet representa um ser humano muito poderoso, uma mulher forte, mas ao mesmo tempo uma certa doçura. Normalmente, nós iríamos para uma abordagem futurista para o figurino. Neste momento, fomos para uma mais acessível e uma pegada mais da rua, mas ainda permanecendo de forma futurista. Essa é a expressão do “estado do mundo”, um pouco escuro, levemente leve, também, porque usamos um monte de branco. É uma mistura do mundo e toda a sua beleza.

Janet não é estranha para as turnês e a importância da [sua] imagem. Que coisas vocês dois estão fazendo diferente agora do que, digamos, para a sensação mais sóbria da última turnê, “Up, Close and Personal”, em 2011? Como você está a incentivando para evoluir?
(Risos) Não incentivamos Janet a evoluir. Janet constantemente evolui. Isto é o que eu sempre digo a ela, “Obrigado por me permitir ser um eu melhor.” Ela sempre me incentivou a olhar mais fundo, a fortalecer a imagem, e coisas assim. Quando se trata de criar, temos que lembrar que sua turnê é quase uma hora e meia de dança. Temos que trabalhar em torno disso; Temos que trabalhar em torno de encontrar tecidos excepcionais que também são apropriados e ajudá-la durante todo o show para ser capaz de dançar por 90 minutos. Então evoluímos com os tecidos.

Estamos sempre à procura de tecidos elásticos que lhe permitem trazer o braço todo para cima e depois para baixo, e a peça não pareça uma loucura, ou para ela descer e fazer o movimento para o chão, subir e ainda ficar perfeita. Estou sempre em busca de material novo e melhorado. Por exemplo, o que temos agora em turnê é um ‘bond and stretch’, e é fosco – ele não brilha; tem uma elegância. Janet é uma mulher incrivelmente elegante. Queremos manter isso em mente – e também ser capaz de dançar. … Por isso é uma espécie de quebra-cabeça para permitir que ela seja ativa, mas ainda pareça perfeita.

Interview with Robért Behar, Janet Jackson's SOTW Tour stylist

Suponho que haja várias roupas?
Com certeza… Múltiplos trajes para ela, múltiplas fantasias para os dançarinos. Há sempre o suficiente no caso de haver um acidente. Veja, eles dançam. Eu nunca vi as pessoas dançando tanto, sabe? As roupas têm que ser inquebráveis. Mas essa não é a realidade das coisas, então há uma reserva.

Você está em todas as paradas da turnê?
Não. Nós fazemos o figurino. Faço alguns ensaios com ela e depois na metade da turnê faço mais alguns, para assegurar que tudo está no ponto, todo o tempo.

Como que uma mulher que não seja uma superestrela pode canalizar a efervescência de Janet, no quesito do estilo?
(Ele interrompe a pergunta, rindo) Ela teria que nascer com isso. Tem que nascer! O que reflete a Janet é a individualidade, e quando uma mulher não é uma pessoa guiada por fontes externas, que faça sua própria coisa, é quando a mágica acontece – a graça, a elegância e o carisma vêm. Porque isso te faz única.

You may also like
ENTREVISTA: Por trás da
ENTREVISTA: Por trás da “Corda de Veludo” com a cabeleireira da Janet Jackson
Janet a caminho de Londres para o Natal; turnê talvez continue em 2018
Janet a caminho de Londres para o Natal; turnê talvez continue em 2018
10 vezes em que Janet Jackson esteve lá para a comunidade LGBT
10 vezes em que Janet Jackson esteve lá para a comunidade LGBT
Os planos de Janet Jackson para o seu primeiro Natal como mãe
Os planos de Janet Jackson para o seu primeiro Natal como mãe

Leave a Reply