Home > 04. Spotlight > Janet Jackson fala sobre o 20º aniversário do ‘janet.’ e novo álbum (Billboard ’13)

Janet Jackson fala sobre o 20º aniversário do ‘janet.’ e novo álbum (Billboard ’13)

18 de maio de 1993. Janet Jackson estava lançando seu álbum auto-intitulado, Janet, e ponto (janet.) Distanciando-se de seu sobrenome e provando que ela poderia fazê-lo com ou sem o ‘Jackson’, ela teve vendas que quebraram recordes, e foi seu primeiro a estrear em # 1 na Billboard 200. 20 anos depois, ela sentou-se com a Billboard para discutir a influência deste álbum, ainda até hoje uma das obras favoritas de seus fãs.

via Billboard

‘Estou trabalhando em um novo projeto agora. Estamos criando o conceito e pensamentos iniciais sobre a música. ‘ – Janet Jackson

18 de maio marca o 20º aniversário do “janet”. Como você descreveria o que esse álbum captura sobre sua vida naquele momento?
Eu não posso acreditar que já se foram 20 anos! Eu sempre escrevo a minha música com base no que está acontecendo na minha vida na época. Eu queria deixar as pessoas entrarem… Quero que meus fãs me conheçam de verdade. O álbum “janet.” foi sexual e eu estava começando a realmente descobrir esse lado de mim.

Embora você tenha trabalhado principalmente com Jimmy e Terry novamente no “janet.”, você explora um monte de diferentes estilos – de dance, a soul, a rock a opera em “This Time”. Você teve que lutar para manter algumas das canções mais ousadas –alguém estava dizendo que isso não era “pop” o suficiente?
Fui exposta a todos os tipos de música boa. Gosto de fazer colaborações na minha música. O processo criativo é divertido e você tem um monte de idéias ao discutir sobre isto. No fim das contas, a decisão final é minha.

Há referências musicais e samples de músicas do ‘janet.’ em todo lugar agora, mais notavelmente na “Poetic Justice” de Kendrick Lamar. Você já ouviu a maioria dessas re-interpretações (“Sugar” de Moon Boots, que sampleia “If”, o cover de “Again” de How To Dress Well, “That’s The Way Love Goes” do MNEK, etc?) E como se sente ao ver que seu trabalho tem tanto impacto em novos artistas?
Eu ouvi a música que está aí e eu amo “Poetic Justice” do Kendrick. Há artistas, verdadeiros performers que vieram antes de mim, que foram uma grande inspiração para mim. Espero fazer o mesmo pelos outros.

Várias das canções do “janet.” e seus videoclipes foram inovadores na época pela sua sexualidade transbordante. Por que era tão importante para você expressar essa parte de si em seu trabalho, e como você convenceu os outros ao seu redor naquela época para deixá-la assumir esses riscos?
Como eu disse antes, eu escrevo sobre minhas experiências ou coisas que me tocam profundamente. Eu estava realmente começando a entrar em sintonia com o meu eu sexual. Isso é o que eu queria expressar, então eu fiz. A decisão de avançar de uma forma artística é minha. Eu não precisava convencer ninguém.

Os vídeos e turnê “Janet” tiveram coreografias icônica de Tina Landon, mais notavelmente em “If”. Você tem uma coreografia ou vídeo preferidos desse período?
Tina Landon e Omar Lopez coreografaram “If”. Eu amo “That’s The Way Love Goes,” “You Want This” e especialmente “If”. Eu não acho que as pessoas realmente entendem o que estávamos mostrando naquele vídeo que não estava disponível com a tecnologia da época. O vídeo apresentava tecnologia futurista, especificamente telas touchscreen de alta definição. Eu queria que os atores no vídeo usassem essas telas para se comunicar, e se relacionar uns com os outros nas baladas. Semelhante ao que todos nós fazemos com nossos smartphones e tablets hoje. Ao olhar para as nossas vidas agora, parece que a vida está imitando a arte. Tenho visto diferentes elementos de todos esses vídeos no trabalho de muitos artistas de e é uma ótima sensação de saber que você os inspirou de tal forma.

Muitos artistas te citam como um modelo e uma influência enorme em sua carreira e imagem. Que artistas de hoje você admira?
Fico lisonjeada que outros artistas me considerem um bom exemplo. Eu estou realmente curtindo o que Bruno Mars e Adele estão fazendo, muita arte envolvida.

Leave a Reply